Ato I - Amy & Kaklin

    Compartilhe
    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Ter Maio 19, 2009 8:46 pm

    Ela saiu correndo, q, por um istante, pareceu q iria fugir, mas logo parou e, pegando uma flecha, ela preparou o arco.

    -O q vc acha? Sou mais forte do que voce!

    Keklin puxou o arco, mirando numa criatura q, naum tinha problemas de acertar. Ela soltou a corda lentamente, e a flecha saiu voando, ela foi deslizando pelo ar, ateh q...


    Última edição por Kamyle em Qua Maio 20, 2009 7:26 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Stuart
    Moderador & Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 271
    Data de inscrição : 02/05/2009
    Idade : 28
    Localização : Belo Horizonte/MG
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Stuart em Qua Maio 20, 2009 3:32 pm

    Amy atacou a criatura com sua espada. O sangue negro jorrou em suas vestes quando a espada rasgou a pele grossa do animal. O golpe teria sido forte o suficiente para matar um humano, porém aquela criatura continuava de pé como se nada tivesse lhe acontecido, ainda se aproximava lentamente de Amy. Os olhos amarelados demonstravam desejo de carne e sangue, mais uma vez os dentes afiados surgiram na face deformada logo a frente da elfa.

    Keklin conseguiu se desviar das duas criaturas que se aproximavam deixando Amy sozinha e indefesa. A elfa preparou seu arco com agilidade e rapidez lançando um flecha que voava numa velocidade incrivel. Em cheio! Acertou o olho da criatura à esquerda (Perícia Adquirida: Arco e Flecha).
    O animal soltou vários rugidos e se desesperou tentando tirar o objeto que perfurara seu olho. Quando finalmente conseguiu, o sangue negro escorreu do olho não-mais-amarelo. Agora era apenas outra concavidade oca na face daquela criatura.
    Um rugido de raiva perfurou os ouvidos de Keklin e o animal ferido corria em sua direção para se vingar. O outro continuava se aproximando lentamente ao seu lado.


    _________________
    "Que Deus cuide de meus amigos... Dos inimigos cuido eu."
    ~Voltaire~

    avatar
    Amira
    Fazendeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 39
    Data de inscrição : 12/05/2009
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Amira em Qua Maio 20, 2009 10:14 pm

    Amy se preparava para dar outro golpe,"não posso demonstrar medo, eu vou conceguir!"
    Com toda sua força deu um golpe no animal.
    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Qua Maio 20, 2009 10:55 pm

    Logo depois de ter acertado o olho do "bicho papao", Keklin sentiu uma sensaçao esquisita, nunca tinha sentido isto antes. Era Medo

    Keklin pego uma flecha, mas o animal chegou antes e a derrubou com tanta forsa q ela sentiu um crack no seu ombro esquerdo. Ela sentia uma enorme dor, e naum podia mexe-lo. Ela naum podia nem manusear o arco.

    Entaum fez uma proposta a Amy: Elas trocarem de armas. Seria mais facil, uma estava precisando de uma arma q desse para apenas uma mao, e a outra precisava de algo que desse para usar de qualquer maneira, tanto longe como perto.

    As duas trocam de armas, mas Keklin naum teve tanta sorte, e acabou sendo presa pela criatura, a espada estava a poucos centimetros de sua mao direita. Ela se esforsou ao maximo para pegar, mas a ciatura apertou mais ainda seus pulsos. Keklin sentiu uma pontada em seu corassao e em sua mente.

    Provalvelmente no corassao de medo, mas na mente ela naum teve a sorte de conseguir distinguir. Ela tinha suas duas pernas soltas.

    "Sempre quis fazer isso!"

    Keklin soltou um sorriso malefico, e a criatura naum entendeu completamente nada. Keklin puxou uma de suas pernas, a dobrando. A criatura se assustou com o barulho, e quando olhou sua perna, ela pressentiu o q sentiria.

    Keklin da um chute bem nas partes sensiveis do monstro. Ela naum sabia se ele sentiria ou naum dor, mas em qualquer parte do corpo q leva um BOM chute doi.

    A criatura gritou tanto, q deixou Kelin sem ouvir por 5 minutos. Ela aproveitou ele soltar seus pulsos para ela pegar a espada e dar um golpe forte, rapido e eficiente em sua cabeça.
    avatar
    Oliver
    Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 196
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 26
    Localização : Cidade Maravilhosa
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Oliver em Qui Maio 21, 2009 2:15 pm

    Keklin havia deslocado o seu ombro, mas mesmo assim não havia desistido. Ela ergueu a espada, atigindo com força a cabeça do monstro, que caiu de lado, berrando mais alto ainda. (Perícia adquirida: Armas)

    Amy agora tentava mirar o segundo monstro com o arco e a flecha, mas estava tão eufórica que suas mãos tremiam. A adrenalina martelava em suas veias e ela não conseguia se concentrar. A criatura saltou em cima de Amy, e a tempo ela conseguiu cravar uma flecha em sua mandíbula, fazendo-a perder tempo ao tentar tirá-la dali.

    Ao virar-se na direção de sua parceira, a jovem ficou pálida como cera e gritou:

    - KEKLIN! CUIDADO!

    A elfa virou-se a tempo de ver mais duas criaturas como aquelas surgindo das sombras da floresta e aquela que havia derrubado erguer-se com um olhar assassino. Um barulho chamou sua atenção, e logo Amy havia sido arremessada contra suas costas, fazendo ambas caírem no chão, uma em cima da outra. As quatro criaturas as circundaram, e elas puderam ver uma quinta criatura, maior que todas elas, do tamanho de um cavalo, observando a tudo como se estivesse monitorando as outras.

    Todas elas saltaram ao mesmo tempo, e Keklin e Amy fecharam os olhos para tentar diminuir a dor que se seguiria.

    A questão é que a dor não veio.

    Antes das bestas chegarem a tocar em um fio de cabelo delas, um grito de guerra foi ouvido, sangue jorrou em todas as direções - inclusive nelas - e o mundo perdeu a cor. A última coisa de que se lembrariam antes de apagar e acordar novamente na casa da árvore, era do rosto de Maya.

    [off]: O que achou da minha capacidade em narrar, senhorita Kamyle? [off/]
    avatar
    Stuart
    Moderador & Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 271
    Data de inscrição : 02/05/2009
    Idade : 28
    Localização : Belo Horizonte/MG
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Stuart em Qui Maio 21, 2009 3:13 pm

    off
    Ok Oliver, não precisa corrigir nada não, mas só pra alertar: você não pode narrar as falas e movimentos das jogadoras. Você deve deixar uma "brecha" na narração para que elas tomem suas próprias decisões.

    Por exemplo: Keklin talvez não queria ter avisado a Amy sobre o monstro que se aproximava furtivamente.
    Ou ainda, talvez Amy não quisesse atirar flechas contra o outro, mas sim, utilizar de outra estratégia.

    Os movimentos dos personagens ficam somente a critério deles.
    O resto está perfeito, você pode narrar o sucesso dos ataques das criaturas, e pode dizer quando um golpe foi forte o suficiente para fazer as personagens desmaiarem.
    Muito bom.
    /off


    _________________
    "Que Deus cuide de meus amigos... Dos inimigos cuido eu."
    ~Voltaire~

    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Qui Maio 21, 2009 8:05 pm

    [off]Boa Oliver, mas creio qe vc poderia narrar menos nossas assoes! Mas se quiser continuar... Vai ser dificil se acostumar com dois tipos diferentes de tutores! Mas no mais ta tudo ok! [/off]

    Keklin, ao ver Maya, levantou num pulo. Ela naum entendeu nada, e perguntou a sua terceira parceira o q havia acontecido. Mas seu jeito de poucos amigos a impediu, e deixou de lado a questao do passado

    Keklin estava meio tonta, e naum quis saber de Amy nem de Maya. Ela foi indo em diressao da porta para saida. Ela passou, e foi na diressao do centro de Ellesmera, comprar um cavalo, comer umas coisinhas e comprar armas. Iria para outra cidade elfica, e assim, combater certos perigos. E se pudesse, tentar acabar com os Renegados e galbatorix.

    [notadoautor]Coloquei Galbatorix com letra minuscula para mostrar o desprezo q Keklin tem por ele![/notadoautor]
    avatar
    Stuart
    Moderador & Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 271
    Data de inscrição : 02/05/2009
    Idade : 28
    Localização : Belo Horizonte/MG
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Stuart em Qui Maio 21, 2009 8:23 pm

    Keklin estava caminhando para os estábulos de Ellesmera com a intenção de largar todos seus treinos e deixar a cidade.

    - O que quer aqui garota?! - Um elfo mais velho e rabugento observava a garota com um olhar suspeito. - Aqui não é lugar para donzelas como você não!

    - Creio que houve um pequeno engano senhor. - Uma voz do outro lado falou alto. Keklin se virou e viu Farlan, que a encarava com um sincero sorriso no rosto. - Essa jovem está comigo. - Disse enquanto segurava docilmente a Elfa pelo braço. - E já estamos de saída, pode continuar seu trabalho.

    - S-sim senhor... - Disse o velho elfo abaixando a cabeça envergonhado e voltando a cuidar dos cavalos.

    Farlan caminhava rapidamente enquanto puxava Keklin delicadamente junto dele.

    - Oras, creio que irá me explicar agora: como iria sair da cidade em um cavalo se não tem nem dinheiro para comprar um. E... ao menos, você sabe montar um cavalo?! - O elfo perguntava em tom carinhoso com um toque de irônia enquanto sorria para Keklin. Farlan possuia um sorriso encantador e simpatia inigualavel. - Que tal voltar ao seu treino? Prometo que lhe ensinarei a cuidar de um cavalo, e aí sim, você poderá sair dessa cidade quando quiser...

    Os dois continuaram caminhando novamente em direção à floresta.


    ------------------------------


    - Garota esquisita, huh? - Dizia Maya para Amy logo após Keklin sair da casa sem dizer uma palavra.

    A criança ainda estava um pouco tonta, Maya cuidava dela delicadamente, passava um pano úmido e quente em sua cabeça enquanto alisava seus cabelos.

    - Como você está se sentindo pequenina? - Perguntou a elfa carinhosamente, enquanto encarava Amy nos olhos. - Vai ficar tudo bem...

    Maya possuia um lindo rosto que conseguia transmitir toda a calma necessária para Amy através de seus olhos sinceros e tranquilos.

    Amy pôde observar o arco que Farlan lhe dera: estava ao lado de Maya... partido ao meio, parecia que não tinha mais utilidades.

    - Era um belo arco... - Disse Maya observando o olhar da pequena elfa. - Acho que eu posso concerta-lo para você.

    Por alguns segundos, deixou o pano repousado na cabeça de Amy e segurou as duas partes do arco juntas. Pronunciou algumas palavras em voz baixa. Neste instante, a madeira de cada ponta do arco se prolongou e pareciam se fundir em um nó mágico, logo, o arco estava perfeito novamente, como se nada tivesse lhe acontecido.

    - Prontinho! - Disse Maya sorridente colocando o arco ao lado de Amy. - Logo você poderá usa-lo novamente!


    _________________
    "Que Deus cuide de meus amigos... Dos inimigos cuido eu."
    ~Voltaire~

    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Qui Maio 21, 2009 8:43 pm

    Apos ser puxada por Farlan ateh a casa, Keklin tentava sair da rota. Mas ele sempre dava um jeito de coloca-la no caminho novamente.

    -Eu naum quero treino. Naum pelo menos com aquelas duas chatas! Voc ja parou para ver como elas sao dengosas?

    Apesar de Farlan ser encantador e simpatico, Keklin naum se deixou ir por amores. Ela parou e empacou no meio do caminho esperando uma resposta de Farlan.
    Ela tentava faze-la andar novamente, mas Keklin naum saia do lugar. Enatum ameassou:

    -Se vc naum me responder dou meia volta e volto a andar, dou um jeito de sair daqui e desaparesso. Vai me responder? Ou vai dizer q eu sou xata demais para aceita-las como amigas? Como vc ja deve ter visto, naum sou muito aberta a interassoes a naum ser q eu queria Farlan. E nada vai mudar!

    Keklin naum estava brincando. Ela naum gostava de ter amigas. Ela queria vingansa. Vingansa por terem atacado ela na arvore e no caminho para a casa na arvore.

    -Farlan, espero q me responda. Vou procurar um lugar para ficar no centro de Ellesmera, depois me ache e me de uma resposta. Vou ficar la por 4 dias, e se vc naum aparecer, vou para Kirtan o mais rapido possivel.

    Keklin deu meia volta e desapareceu. Logo q chegou no centro, ela se dirigiu a uma velha amiga. Passaria os seus 4 dias entediantes, treinando arco e espada com sua amiga ou sozinha, e dormiria em sua casa.
    avatar
    Stuart
    Moderador & Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 271
    Data de inscrição : 02/05/2009
    Idade : 28
    Localização : Belo Horizonte/MG
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Stuart em Qui Maio 21, 2009 11:28 pm

    Keklin para no meio do caminho e começa uma discussão sem-sentido com Farlan. A garota faz birra, exige respostas, mas antes de obte-las, vira as costas e vai embora de volta para a cidade sem dar a chance para Farlan responde-la.

    Keklin caminha durante quase dez minutos até chegar na casa de sua amiga. Ao aproximar-se, se espanta ao ver Farlan parado em frente à arvore de sua amiga.
    O elfo chegara ali muito antes dela, e estava parando, apoiado na árvore com os braços cruzados, esperando-a.
    Quando viu que Keklin chegara, o rapaz abriu seu longo sorriso mais uma vez.

    - Então aí está minha fujona... - Descruzou os braços e deu um passo à frente. - O que pensas de mim Keklin? Acha que sou apenas um elfo comum? Acha que realmente consegue esconder-se ou fugir de mim? - Deu um longo suspiro e aproximou-se mais um pouco de Keklin. - Respondendo a sua pergunta: não. Não acho que Maya e Amy sejam 'dengosas' como disse. Mas a escolha que fiz de você no grupo delas - sim, vejo o espanto em sua cara, fui eu que te escolhi para ficar junto delas - foi justamente para treinar sua paciência e o trabalho em grupo! Se achás realmente que pode sair daqui e enfrentar todos os perigos de Du Weldenvarden sozinha, vá em frente, prometo que não tentarei mais impedi-la. Mas lembre-se que estamos em tempos perigosos! Acha que a Rainha realmente convocou todo esse exercito até aqui para serem treinados sem um motivo?! Pois estás muito enganada minha jovem!

    Farlan parou de falar por alguns segundos, seu rosto perdera a sombra carismatica e ganhara uma expressão mais séria, o que o deixava mais belo ainda. O elfo mecheu em seus cabelos prateados e continuou:

    - Eu me preocupo com você garota... O seu ego que não lhe permite receber ajuda irá te atrapalhar muito no futuro... - Farlan abaixou sua cabeça e encarou Keklin nos olhos, estavam a poucos centimetros de distância. - Não sou um elfo qualquer. Minha relação com a Rainha e com Ellesmera é algo muito forte. Estou aqui para defende-la e para treina-a, se achás então que não necessita de minha ajuda, desejo-lhe toda a sorte, mas garanto que essa sorte não será o suficiente para salvar sua vida além dos limites desta cidade.

    Farlan se afastou e virou de costas.

    - Agora a decisão é sua. Sabes muito bem onde nos encontrar. - O elfo começou a caminhar e desapareceu por entre as árvores antes que Keklin pudesse lhe dar alguma resposta.


    _________________
    "Que Deus cuide de meus amigos... Dos inimigos cuido eu."
    ~Voltaire~

    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Sex Maio 22, 2009 7:32 pm

    [off]De vez em quando quero te matar Stuart![/off]

    Keklin estava nem ai por Farlan ter dado suas costas. Mas sentiu um pingo de doh das "Garotinhas Dengosas", como diz Keklin. Ela nao estava em Ellesmera por sua vontade, e sim por vontade de outros...

    Ela entrou na casa de sua amiga e ficou lah. Nos proximos dias, iria descansar e treinar. Mesmo q naum servisse para nada. Apos ter passado pelo menos um dia. Keklin teve uma ideia. Ela poderia parecer mah, mas iria fazer.

    Keklin foi a casa na arvore, ela entrou, ninguem percebeu. Ela sentiu uma pontada de adrenalina dentro de si. Ela procurou as duas "garotas dengosas", e axou. As duas ainda estavam durmindo. Tbm, as 5 da manha, queriam o q?

    Keklin usou sua tatica aprendida com os elfos dos seus passados. Ela invadiu a mente de Amy primeiramente. Depois disso invadiu a de Maya. Depois, saiu e chegou a casa de sua amiga. Como se nada tivesse acontecido, mas faltava uma pessoa ainda para invadir a mente...
    avatar
    Stuart
    Moderador & Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 271
    Data de inscrição : 02/05/2009
    Idade : 28
    Localização : Belo Horizonte/MG
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Stuart em Sab Maio 23, 2009 7:49 pm

    Aviso: Kamyle, não entendi seus objetivos.
    Amy sumiu, darei mais 1 dia para ela postar, se não terei que narrar as ações dela.


    _________________
    "Que Deus cuide de meus amigos... Dos inimigos cuido eu."
    ~Voltaire~

    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Sab Maio 23, 2009 11:13 pm

    [off]Tbm naum entendi muito bem, mas na realidade eh pra ver se elas tem algo q me interesse, nesse caso, pericias. Se bem q, caso eu ache segredos, seriam otimos tbm. Fale o q eu achei e diga q dive sucesso. E ponto, naum eh dificil!
    sahusahushaushuahsua[/off]
    avatar
    Stuart
    Moderador & Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 271
    Data de inscrição : 02/05/2009
    Idade : 28
    Localização : Belo Horizonte/MG
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Stuart em Seg Maio 25, 2009 11:35 am

    Keklin voltou à casa da árvore.
    Seus passos eram tão silenciosos que nem Amy, nem Maya perceberam sua presença e continuavam dormindo profundamente.

    A elfa tentou invadir a mente das garotas, começando por Amy. A criança tinha uma mente frágil e fácil de ser invadida, em poucos segundos Keklin conseguiu penetrar em seus profundos pensamentos, pôde sentir a dor da garota quando seu irmão e sua mãe foram mortos, e a lembrança de que seu pai havia sido assassinado quando a elfa era ainda apenas uma criança.
    Keklin sentiu todas as dores e os medos de Amy, seu coração acelerara e a elfa sentiu uma grande dor no peito, que fez com que largasse a mente da criança. (Perícia Adquirida: Invasão Mental).

    Descansou por alguns segundos meditando sobre o que vira na mente da garota, depois tentou entrar na mente de Maya.
    A elfa mais velha provavelmente aprendera a bloquear todos seus pensamentos, pois Keklin não conseguiu penetrar em seus sonhos.

    Cansada, e percebendo que era inútil tentar descobrir algo sobre Maya, Keklin saiu da casa da árvore e seguiu de volta para Ellesmera.

    À poucos quilômetros da entrada da cidade Keklin foi distraída por alguns ruídos próximos às árvores. Ao se aproximar para checar, foi surpreendida por outra daquelas criaturas negras. O animal empurrou a garota para o chão e apoiou uma de suas patas em seu peito imobilizando-a. Sua outra garra erguia-se em direção de sua cabeça em um possivel golpe que poderia mata-la.

    A espada que Farlan lhe dera ainda estava em sua cintura, mas era impossivel alcança-la na posição em que a elfa se encontrava.


    _________________
    "Que Deus cuide de meus amigos... Dos inimigos cuido eu."
    ~Voltaire~

    avatar
    Amira
    Fazendeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 39
    Data de inscrição : 12/05/2009
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Amira em Seg Maio 25, 2009 1:21 pm

    [off]Meu PC deu problema e só deu pra entrar no RPG hoje[off]

    Amy não concigia mais dormir e penssou "cade a Keklin? Deve estar em Ellesmera, vou pra lá!"
    Amy saiu de fininho para não acordar Maya, no caminho viu umas criaturas negras e a Keklin!!!
    Amy pegou seu arco, subiu em uma arvore e começou a atirar nos bichos.
    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Seg Maio 25, 2009 1:37 pm

    [off]Stuart, eu ja tinha a pericia de invasao mental![/off]

    Após a jovem elfa ter descoberto tantas coisas sobre a frágil Amy, ela se retira. Mas é surpreendida por uma criatura, as que tentaram lhe matar. Esta era a hora de Keklin começar sua vingança. Ela não tinha muitas chances de escapatória. Ela pensou muito, quase a ponto de não ter tempo de se pensar em algo.

    Keklin não estava desesperada, mas sim estava calma. Uma coisa que aprendeu com Farlan é sempre ter calma com certas coisas. E foi assim que ela teve sucesso em seus vários feitos aqui em Ellesmera, não? Keklin pensou e pensou. Remexeu sua memória ao máximo para se lembrar do que aprendera. Não foi muito difícil se lembrar, mas sim encontrar uma de suas habilidades.

    Keklin foi se lembrando: do discurso da Rainha, da chegada na casa da arvore, de Farlan, de seu treinamento, do primeiro monstro que vira na arvore, na volta para casa, no ataque surpresa, e até então nada. E quando chegou à sua penúltima lembrança, ela logo o fez. (Pericia Usada: Invasão Mental)

    Keklin tentou chegar ao ponto mais frágil da mente de seu inimigo. Quando o achou, ela tentou incomodá-la, fazendo uma simples, mas dolorida tortura no seu novo brinquedinho. Não foi difícil com que ele a soltasse, mas foi difícil duelar com um bicho que não parava de andar para lá e para cá.

    Keklin deixou de cutucar o ponto sensível. Ela agora iria ver o futuro. Ela deu um salto rápido para se levantar, e quando estava de pé, ela pegou a arma que seu ex-instrutor lhe dera. Agora eles realmente iriam batalhar. Keklin estava pronto a quaisquer ataques. Antes que ele fosse dar um soco, o que Keklin previu na mente do brinquedinho dela, ela foi correndo na direção do monstro, e, dando um giro para a esquerda, ela ao mesmo tempo expõe a espada para frente para acertar o monstro com o giro da arma.

    Keklin se divertiu tanto com estes ataques que ela começou e enganar o monstro e ao mesmo tempo o atacasse.

    -Pena que Farlan não está aqui para ver este verdadeiro ataque! Ele iria era aprender comigo, e não me ensinar! HAHA!

    [off2]Stuart, ficou grandinho. Eu passei no word (meu teclado naum tem cecedilhado nem acento, por isso assasino o portugues!) para que ficasse com acentos e cedilhas. Me safei desta![/off2]
    avatar
    Stuart
    Moderador & Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 271
    Data de inscrição : 02/05/2009
    Idade : 28
    Localização : Belo Horizonte/MG
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Stuart em Seg Maio 25, 2009 2:45 pm

    off: ah sim, me desculpe, agora que eu fui ver... bom post, bom post ^^ /off

    Keklin tentou utilizar de sua habilidade mental para derrotar a besta que estava atacando-a.
    Ao penetrar na mente da criatura, Keklin não pôde sentir nada, aquela não era uma mente como a dos animais ou humanos, a criatura parecia ser tão irracional que fazia a elfa sentir que estava entrando na mente de um ser inanimado.

    Segundos depois de estar na mente do animal, Keklin apenas sentiu um forte desejo de sangue, era apenas isso que estava ali: sangue.

    A criatura, apesar de irracional, se incomodou com a presença da elfa em sua mente, começando a correr de um lado para o outro. Rapidamente Keklin quebrou a conexão das duas mentes e se levantou do chão desembanhando sua espada.

    A elfa tinha a idéia de tentar prever os movimentos daquele animal antes que o fizesse, mas era impossivel, a única coisa que havia em sua mente era o desejo de sangue, fora isso, todos os seus movimentos eram imprevisiveis.

    A criatura parou de se mover assim que a ligação foi rompida e observou Kaklin com suas orbitas curiosas. A elfa não hesitou: partiu para cima dele girando seu corpo num magnífico movimento, acertou a espada na costela da criatura fazendo-a gemer e bufar. O sangue borrifado do golpe se espalhou pelo solo seco e pelas vestes de Keklin.

    O golpe fora forte o suficiente para deixa-lo sem reações. Aproveitando a brecha, Keklin repete o movimento, acertando dessa vez a parte que deveria ser a virilia da criatura. O sangue preto não apenas borrifou desta vez, mas esguichou para fora do corte como uma cascata.

    Sem forças, o animal caiu no chão. Keklin observava com arrogância o seu belo feito: Ela, sozinha, derrotara uma daquelas terríveis criaturas, sem ajuda de Farlan, Maya ou Amy. O orgulho tomara conta da elfa: ela era imbativel.

    Preparava-se para voltar para Ellesmera, mas ao virar, percebeu 3 criaturas às suas costas. Parecia que elas estavam observando o combate com curiosidade e silêncio, só agora Keklin os notara, e parecia que eles não pretendiam manter-se parados e silenciosos.

    A criatura da esquerda partiu para cima de Keklin com velocidade incrivel, andava sob quatro patas. Num pulo desajeitado mirou o pescoço de Keklin com suas garras, não havia como a garota se esquivar, estava morta.

    No segundo final, uma flecha atingiu a cabeça da criatura com tal velocidade, empurrando-a longe de Keklin.
    A elfa se virou para ver de onde viera tal flecha. Do outro lado, apoiada nas raizes de uma árvore, Amy sorria-lhe graciosamente.

    A distração de Keklin foi o suficiente para que as outras duas criaturas a imobilizassem novamente. Ao outro lado, perto de Amy, surgiram mais três desses monstros.

    Olhos curiosos observavam a batalha de cima de uma árvore. Silenciosamente um vulto desceu na árvore e caiu no chão com uma serenidade que não chamou a atenção nem das elfas, como das criaturas.

    - JIERDA! - Ouviu-se uma voz conhecida.

    Neste momento as cinco criaturas foram empurradas para trás, suas costelas se romperam num banho de sangue negro sobre as elfas.
    Um braço agarrou Amy e colocou-a em seu colo.

    - Então eu vou aprender com você huh? - O rosto de Farlan surgiu entre as sombras, Amy estava aconchegada em seus braços e ele observava Keklin carinhosamente, ainda deitada no chão. - Parece que a encrenca gosta de te perseguir minha cara.

    O elfo deu-lhe um maravilhoso sorriso.

    - Tens uma bela habilidade para penetrar a mente das pessoas. Uma pena que não saiba proteger a sua... - Farlan deu as costas para Amy e começou a andar de volta para a casa da árvore com Amy ainda em seus braços. - Eu poderia ensinar isso à ela não é? - Disse com o rosto virado para a pequena elfa. - Mas ela que se vire agora.

    Segundos depois o elfo havia novamente desaparecido entre as árvores, deixando Keklin sozinha no meio dos corpos sem vida das criaturas que a cercara.


    _________________
    "Que Deus cuide de meus amigos... Dos inimigos cuido eu."
    ~Voltaire~

    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Seg Maio 25, 2009 3:09 pm

    Após Keklin ter percebido que Farlan não valia mais nada a ela, a jovem se vira e começa a caminhar de volta a Ellesmera. Não precisava de mais ninguém a não ser de sua amiga. Ela tinha grandes habilidades, com mentes, magia, ataques, flechas, enfim, era melhor que Farlan.

    Após ter chegado lá, Keklin se sente num vazio. Na região um pouco antes da cidade élfica, tudo, extremamente tudo: plantas, os elfos que estavam no local, animais. Tudo estava sem vida. Era como se alguém com uma simples palavra insignificante da língua antiga tivessem matado tudo e todos sem piedade e d'o. A era mais prevista e mais temida havia chegado: a era de Galbatorix.

    Keklin se arrepende de ter deixado Farlan ir. Ele seria o único, a saber, o que aconteceu e quem faria isso. Mas ela estava perdida, pois todo o local parecia ser um só, e , depois de ter dado um giro completo sobre seus calcanhares ela não sabia para qual caminho pegar.

    [off]Stuart, quero qe vc fale algo realmente emocionante. E(entre nos) fassa com qe eu me safe desta. E que aprenda pelo menos bloqueamento mental. PLS![/off]
    avatar
    Amira
    Fazendeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 39
    Data de inscrição : 12/05/2009
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Amira em Seg Maio 25, 2009 5:05 pm

    Amy foi dormir pensando"sera que Keklin é um imã para o perigo? Sei lá! Vou dormir!"
    avatar
    Stuart
    Moderador & Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 271
    Data de inscrição : 02/05/2009
    Idade : 28
    Localização : Belo Horizonte/MG
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Stuart em Seg Maio 25, 2009 7:35 pm

    [off] auheuahe, to gostando disso Very Happy, desculpe Amira, por não colocar tanta emoção para você, é porque neste momento a Kamyle anda dando muito trabalho ¬¬ [/off]

    - Ei mocinha! - Uma voz grave chamou por Keklin. Ao se virar, a moça se deparou com um elfo de estatura média, possuia cabelos rebeldes castanhos e um rosto sério e arrogante, cheio de cicatrizes. - Está perdida meu bem? - O elfo se aproximou enquanto falava, sorriu mostrando alguns dentes podres. Inacreditavel como podia existir um elfo tão feio como aquele. Essa raça deveria ser portadora de beleza inigualavel, mas aquele homem fugia do padrão.

    O elfo agarrou o pulso de Keklin e a puxou para perto de si.

    - Vamos belezinha, não vai querer fugir de mim, huh? - Neste momento o rapaz utilizou algum tipo de magia que imobilizou Keklin totalmente, a elfa não conseguia falar nem se mover.
    O homem agarrou-a pela cintura e saiu carregando-a para fora da cidade. O dia já estava clareando quando chegaram numa cabana no meio da floresta densa. O elfo abriu a porta e colocou Keklin deitada em uma cama suja e fedorenta.

    - Ah, não se preocupe. - Disse ele enquanto se afastava e apanhava uma garrafa velha e empoeirada em cima da mesa apodrecida ao seu lado. - Não lhe farei mal algum querida. - O elfo soltou algumas risadas e deu alguns goles na garrafa.

    Keklin aos poucos começou a sentir a magia que a prendia se esvair, já conseguia mover seus braços e pernas, mas a espada que Farlan lhe dera estava fora de seu alcance, nas mãos do homem bêbado.


    ---------------------------


    O dia acabava de nascer, Maya se levantou e deparou-se com Farlan parado à porta da casa de madeira observando o 'nada'. O elfo parecia distraído.

    - Tudo bem meu mestre? - Perguntou a elfa.

    - Ah? - Farlan parecia acordar de seu transe. - Não, não está tudo bem... Achei que aquela elfa teimosa haveria de voltar aqui até o amanhecer. Estou um pouco preocupado, sua arrogancia e confiança excessiva pode causar-lhes problemas.

    - Quer que eu vá atrás dela?

    - Não, eu mesmo farei isso, essa floresta possui perigos demais, até mesmo para você Maya. - Dito isso Farlan começou a descer da árvore. - Cuide de Amy enquanto isso. - Foram suas ultimas palavras antes de desaparecer.


    ---------------------------


    Amy acordava com os pequenos raios de sol que acertava-lhe a face. Ao abrir os olhos deparou-se com o rosto de Maya observando-lhe meigamente.

    - Bom dia minha pequena! - Disse a elfa com seu sorriso simpático. - Farlan saiu para resolver alguns problemas, portanto teremos que treinar sozinhas hoje. E eu quero me divertir um pouco, que tal? - Dito isso a elfa agarrou Amy pelo braço e guiou-a para fora da casa na árvore até um rio próximo.

    Sem dizer palavra alguma, Maya retirou seu vestido e mergulhou no rio.

    - Venha mocinha! A água está uma delícia! - Maya moveu sua mão e uma pequena esfera de água ergueu-se do lago e voou em direção de Amy, acertando-lhe a face levemente e molhando-lhe os cabelos. Maya soltou uma risada simpática. - Venha, irei te ensinar a nadar, não tenha medo. Também posso te ensinar um pouco de magia, diga-me, o que quer aprender hoje?? - E elfa sorria de maneira simpática para Amy, era inacreditavel como alguém podia passar tanta confiança e simpatia para Amy assim como Maya e Farlan, os dois pareciam irmãos para a pequena elfa.


    _________________
    "Que Deus cuide de meus amigos... Dos inimigos cuido eu."
    ~Voltaire~

    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Seg Maio 25, 2009 8:16 pm

    [off]o q você quer q eu faça? Mate o cara com magia?[/off]

    Keklin se sentia num local que nasceu e morrera podre. Como numa linda floresta poderia haver alguém tão sujo e podre?

    Keklin podia se levantar e tal. Mas permaneceu calada. Ela queria à hora certa para ela poder fugir ou matar o cara. E se ela tentasse usar magia? Todo - maioria - elfo sabia. Por que ela era uma flor branca entre tantas flores rosa?

    Mas Keklin não sabia por onde começar. Ela então deveria fugir? Não, seria um ato de covardia. Ela ia achar um meio de sair voltar e matá-lo. Keklin havia decidido. Iria matá-lo. O local parecia um tanto fazenda. Dentro da casa havia ferramentas de plantação, selas e tal. Provavelmente lá era um sitio, era pequeno demais para chegar a ser fazenda.

    Mas se Keklin matasse o elfo, ela seria procurada pelos guardas e tal, aqueles êmbolos. Mas então iria fazer o que?

    [off]Stuart, você me deixa sempre com poucas saídas. Prefiro a da magia, para imobilizá-lo, sei lá. Você que se vire![/off]
    avatar
    Stuart
    Moderador & Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 271
    Data de inscrição : 02/05/2009
    Idade : 28
    Localização : Belo Horizonte/MG
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Stuart em Ter Maio 26, 2009 1:15 pm

    [off] Uai, não sou eu quem decido o que você faz não, aqui você tem livre arbitrio. Faça o que VOCÊ faria se estivesse na posição de Keklin. [/off]

    O elfo deu um pequeno ronco, como um porco, e mostrou seus dentes quase-podres num sorriso.

    - Há, então quer me matar. Vamos, porque não tenta? Estou totalmente embriagado mesmo. - O elfo aproximou-se novamente de Keklin e colocou a boca muito próxima ao seu rosto, o cheiro de bebida que era exalado fazia a garota sentir-se ligeiramente tonta. - Eu sei tudo que se passa nessa sua cabecinha, meu bem.

    Ele agarrou suas mãos e prendeu-as atrás das costas.

    - Que tal um beijinho agora... - Sua face foi se aproximando cada vez mais do rosto de Keklin, que tentava resistir, mas mesmo tonto, o rapaz era muito mais forte que ela.

    Nesse segundo de desespero, ouviu-se um grande estrondo e a porta da cabana fora arrancada bruscamente. Segundos depois, Farlan surgiu ali. O rosto do elfo já não era mais simpático, estava com uma sombra de seriedade, curvou as sobrancelhas e engurrou a testa ao ver o elfo segurando Keklin com força.

    Farlan ergueu sua mão direita em direção ao homem, e em segundos uma luz cegou os olhos de Keklin. Ao recuperar sua visão percebeu o homem que à poucos minutos estava em cima dela jogado no chão a alguns metros de distância, seu peito não se movimentava, provavelmente estava morto.

    Farlan se aproximou da Elfa, seu olhar ainda estava muito sério.

    - É a ultima chance que estou lhe dando garota. - Sua voz passava um tom assustador, não era mais aquele elfo simpático de sempre, mas nem por isso deixava de ser belo. - Percebe que até dentro da cidade corres perigo, imagine então fora dela... A escolha é somente sua: pode voltar comigo e continuar seu treinamento, ou pode voltar para casa de sua amiga e treinar sozinha, coisa que garanto que você não é capaz.

    O elfo parou por alguns segundos observando-a com seus olhos azuis.

    - A decisão é sua. - Ficou parado ali esperando pela resposta da garota. Não havia sorriso nem simpátia, apenas um rosto belo e sério à poucos centímetros de distância.


    _________________
    "Que Deus cuide de meus amigos... Dos inimigos cuido eu."
    ~Voltaire~

    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Ter Maio 26, 2009 7:30 pm

    Keklin tinha dois motivos para não voltar a casa na arvore: 1- Pareceria uma idiota na frente das garotinhas dengosas 2- Teria de conviver com elas até seu treinamento acabar. 3- ela já não gostava mais de Farlan como treinador.

    Mas ela queria ir por quatro motivos: 1- Iria ter mais chances de ter mais pericias. 2- Poderia ser mandante de Amy – tudo é possível – e ser amiga de Maya. 3- Ela teria mais aventuras. 4- Por Farlan ter proximidade a Rainha, ela poderia chegar a ela e servir a ela de forma mais reservada.

    Todos os motivos a deixavam confusa. Ela já estava preferindo ir com Farlan, mas se deu conta que ele tinha sumido, por Keklin ter demorado demais. Ela saiu correndo como nunca mais correra. Ela o viu, e aproveitou sua lerdeza para animá-lo com uma corrida. Ela sabia o caminho para a casa.

    Após ter passado de Farlan, ela virou a direita, pegando a trilha para a casa. Antes que se desaparece por completo na trilha, ela parou para descansar e disse:

    -Se você chegar a arvore antes que eu você vence e eu mudo por completo, sendo amiga de Maya. Se eu vencer, você me ensina tudo o que eu quiser. Fechado?

    Farlan não demonstrou acordo ou desacordo a proposta. Mas com um passo ligeiro ele começou a correr. Keklin mal percebeu e começou a correr antes que ele a passasse. O probleminha é que Farlan não virou para a trilha, mas continuou reto.

    "Ele vai pegar um atalho, melhor eu vencê-lo pela velocidade do que pela inteligência."

    Keklin mal parou de pensar e começou a acelerar o passo mais do que já estava. E viu a casa na arvore, com Maya e Amy na frente. Mas não viu pista de Farlan. Era como se as duas garotas já soubessem que estava havendo uma corrida.
    avatar
    Stuart
    Moderador & Tutor de RPG

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 271
    Data de inscrição : 02/05/2009
    Idade : 28
    Localização : Belo Horizonte/MG
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Stuart em Qua Maio 27, 2009 12:31 pm

    Farlan percebeu que Keklin estava com muitas dúvidas na cabeça e deu-lhe as costas. Começou a andar em direção à casa da árvore quando, de repente, a elfa passou correndo por ele.

    - Se você chegar a arvore antes que eu você vence e eu mudo por completo, sendo amiga de Maya. Se eu vencer, você me ensina tudo o que eu quiser. Fechado? - Disse a elfa com empolgação enquanto corria.

    "Ela só pode estar de brincadeira. Será que depois de tudo que se passou ela realmente pensa ser mais habilidosa do que eu?"

    Calmamente o elfo continuou a andar, a garota pegou um caminho à esquerda.

    "Estranho... espero que não esteja perdida, esse não é o caminho certo, mas tudo bem..."

    Em um pequeno estalo, o elfo subiu para as árvores e desapareceu de vista. Pulava pelos galhos com velocidade incrivel até mesmo para um elfo, em pouquíssimos segundos já estava na casa da árvore, chegou à tempo de ver Amy e Maya andando em direção ao rio.

    Farlan esperou por alguns minutos até que Keklin surgiu no meio das árvores.

    - Hum... atrasada. - Disse o elfo em tom de brincadeira. Pelo menos seu sorriso havia voltado e seu rosto adquirira novamente o tom de simpatia. - Acho que agora é hora de mudar de vida, huh?

    O elfo pulou para o solo com graciosidade, tocando-o sem fazer som algum. Aproximou-se de Keklin, pôs a mão em seu ombro e deu-lhe o sorriso mais belo que a garota já vira.

    - Vamos voltar ao seu treinamento. Espero que não nos cause mais problema algum.

    Um elfo de cabelos azuis apareceu no meio das árvores. Seu rosto possuia uma expressão de preocupação. Deu uma breve olhada em Keklin sem demonstrar interesse, e logo aproximou-se de Farlan. Ergueu-se nas pontas dos pés e disse algo em seu ouvido.

    No mesmo segundo, Farlan retomou seu rosto sério e pequenas curvaturas se formaram em sua testa, demonstrando preocupação.

    - Tudo bem, avise-a que estou indo direto para lá. - Disse Farlan com uma voz séria. No segundo seguinte, o elfo de cabelos azuis desaparecera rapidamente entre as árvores.

    - Escute Keklin, tenho diversos assuntos a resolver neste segundo. - O elfo apontou o dedo em direção à uma trilha. - Siga esse caminho e encontrará um lago, Amy e Maya estarão lá, aprenda o que puder com elas, e logo estarei de volta para treina-las.

    Dito isso, Farlan desapareceu subtamente, sem dar chances de Keklin fazer-lhe alguma pergunta ou segui-lo.

    Agora a garota estava ali sozinha.


    _________________
    "Que Deus cuide de meus amigos... Dos inimigos cuido eu."
    ~Voltaire~

    avatar
    Kamyle
    Feiticeiro

    Warning de Respeito às Regras :
    Mensagens : 120
    Data de inscrição : 01/05/2009
    Idade : 25
    Localização : Naum eh de seu interesse!
    Moedas RPG : N/A

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Kamyle em Qua Maio 27, 2009 11:43 pm

    Keklin seguiu o caminho sugerido por Farlan e encontrou Amy e Maya.

    "Axo que Farlan nao me ouviu direito! Eu disse que mudava e me tornava amiga de Maya. Mas nao disse nada a respeito de Amy. Vou continuar a mesma de sempre com Amy, e ser amiga de uma elfa que realmente merece!"

    Após Keklin encontrar Maya se aproximou e comentou:
    - Como competi com Farlan e perdi, serei sua amiga. Podemos começar agora, certo?

    Maya nao entendeu nada. Keklin aproveitou que Amy estava aprendendo a nadar e fez uma "sacanagem". Ela se agachou e jogou agua para apenas ASSUSTA-LA!

    Após isso Keklin disse novamente:
    -Me ensina bloqueamento mental, natação, magia e cavalgada? Seria muito util para minha caminhada daqui para frente!

    (off)Stuart, faça meu favor e vê se nao bota nada de monstro agora! Ja enjoei! Voce disse que iria ser monotono!(/off)

    Conteúdo patrocinado

    Re: Ato I - Amy & Kaklin

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Dez 11, 2018 7:21 pm